Hormônio Luteinizante (LH)

 

Hormônio Luteinizante (LH)

 

Aplicação 

O LH é o hormônio estimulador das células intersticiais, nos ovários e nos testículos. No sexo feminino, seu grande aumento no meio do ciclo induz a ovulação. Se for dosado de maneira seriada, pode determinar a data da ovulação. É secretado de maneira pulsátil, o que parece ser fundamental para a sua ação. A interpretação de uma única medida pode ser de limitado auxílio clínico. Níveis aumentados de LH com FSH normal ou baixo podem ocorrer com obesidade, hipertireoidismo e doença hepática. Eleva-se nas patologias primariamente gonadais, mostrando-se em níveis baixos nos hipogonadismos de origem hipofisária e hipotalâmica. Na Síndrome dos Ovários Policísticos pode encontrar-se em valores acima do normal, valorizando-se a relação LH/FSH maior que 2 como sugestiva de diagnóstico. Eleva-se na menopausa mais tardiamente que o FSH.

 Informações importantes na avaliação do exame de LH:

Paciente pré-puberais (Homem < 14 anos e Mulher < 11 anos):

Atraso de desenvolvimento: seios, estatura, genital.

Desenvolvimento precoce: seios, pelos pubianos, genital.

  Aparecimento da menstruação ou outro motivo.

Informar medicamentos em uso recente.

Se mulher, avaliar:

Atualmente a menstruação vem todo mês? Caso não venha, como é o ciclo?

Até quando a menstruação foi regular?

A menstruação vem com medicação ou espontaneamente?

Uso de anticoncepcional ou algum hormônio? Qual?

Já usou? Qual? Há quanto tempo parou de usar?

Gravidez? Quantos meses? Data da última menstruação (1º dia) 

Preparo do paciente 

  1. Jejum obrigatório de 4 horas ou conforme orientação médica.
  2. Para mulheres: a coleta do sangue deve preferencialmente ser realizada entre o 2º e o 5º dia do ciclo menstrual, ou conforme orientação médica. 

Metodologia 

Eletroquimioluminescência. 

Material 

O material  pode ser enviado em uma das quatro opções de tubos abaixo: 

  • 1 tubo seco de 13 x 75 mm (volume 4 ml de sangue total), sem gel separador (tampa vermelha), sem ativador  de coágulo. Aguardar a completa retração do coágulo por um tempo mínimo de 60 minutos e centrifugar  a 3000 rpm por 10 minutos em um rotor do tipo swinging bucket.
  • 1 tubo seco de 13 x 75 mm (volume 4 ml de sangue total), sem gel separador (tampa vermelha), com ativador  de coágulo. Aguardar  a completa retração do coágulo por um tempo mínimo de 30 minutos e centrifugar  a 3000 rpm por 10 minutos em um rotor do tipo swinging bucket.
  • 1 tubo seco de 13 x 75 mm (volume 4 ml de sangue total), com gel separador (tampa dourada), com ativador de coágulo. Centrifugar  a 3000 rpm por 10 minutos em um rotor do tipo swinging bucket.
  • 1 tubo de heparina de lítio de 13 x 75 mm (volume 4 ml de sangue total )com gel separador (tampa verde). Centrifugar a 3000  rpm por 10 minutos em um rotor do tipo swinging bucket.  

 Critérios de rejeição do material

 Amostra com volume abaixo de 1 ml de soro. 

Volume Mínimo 

4  ml de sangue total ou 2 ml de soro. 

Armazenamento 

Congelado por até 6 meses. 

Transporte 

O material deve ser transportado conforme critério de estabilidade de cada amostra relacionada abaixo. 

Estabilidade 

Até 14 dias após a coleta se mantido em temperatura refrigerada (2 a 8º C).

Até 6 meses após a coleta se mantido congelado (a -20 ºC). Congelar apenas uma vez. 

 Prazo (D.U) 

24 horas

 

                                                                                                           

                                                                                                          Voltar para página Exames